Linha editorial

Tempo de leitura: 4 minutos

Se eu, que sou um consultor marketing digital, especialista em vendas online, começasse agora a escrever sobre os novos recurso de um celular que acabou de ser lançado, talvez você ficasse estranhando a mudança no conteúdo mas leria, já que se interessa por celulares também.

Mas uma parte dos leitores deste blog ficaria com a sensação de estranheza e iria embora, talvez não voltando mais.

São estas mudanças bruscas no conteúdo que fazem com que seus leitores saiam de seu site, blog ou até e-commerce. Isto porque as pessoas se conectam através do conteúdo que você está fornecendo para elas.

Se para uma loja física, a mudança do mostruário já gera uma alteração no público que entra na loja, no meio digital esta mudança também ocorre, mas em maior escala e com mais frequência.

Isto porque muitas vezes somos tentados a colocarmos um novo conteúdo no blog / site ou um produto na loja virtual, porque é “legal” ou alguém disse que vende. Mas se este novo conteúdo não estiver alinhado ao seu público, você perderá leitores e isso se refletirá em menor conversões e menores vendas.

Isto não quer dizer que você não pode mudar o assunto principal do seu blog / site ou e-commerce. Claro que pode. Mas faça isso de forma consciente e saiba que ao fazê-lo você terá alterações nos seus seguidores, seja porque não gostaram do novo e querem continuar com o antigo, seja porque gostaram do novo e não querem mais o antigo.

Por este motivo é muito importante manter uma linha editoral em toda a produção de conteúdo e em todos os formatos e canais de veiculação que você e sua empresa estiverem usando na internet.

A definição desta linha editorial facilita a criação do conteúdo nas etapas de atração, engajamento e da venda. Facilita também a obtenção de conteúdo, pois ao invés de ficar decidindo sobre qual assunto escrever em um artigo, por exemplo, tendo uma linha a seguir, você estará focando no uso eficiente de seus esforço e do seu tempo.

Mas qual é o conteúdo que deve ser definido em uma linha editorial?

Eu costumo falar que existe uma separação entre empresas que buscam clientes e clientes que buscam soluções para os seus problemas. E em um outro artigo eu digo que o Marketing de Conteúdo é uma das melhores formas para eliminar esta separação, criando conteúdo que oriente e instrua seu potencial cliente sobre os benefícios e diferenciais da sua empresa, facilitando a ação de compra.

Então, se você sente esta distância entre seu público, e com o propósito de engajar mais seus leitores, um bom ponto de partida é criar conteúdos que auxiliem seu público a entenderem melhor sobre sua solução e seus diferenciais.

Produza conteúdos que tratem sobre as necessidades do seus potenciais clientes.

Segundo o neuromarketing, quando alguém tem um problema ela não conseguirá enxergar os benefícios do seu produto se não estiverem associados diretamente à solução do seu problema.

Seus conteúdos precisam ser sobre aquilo que o seu público quer consumir

Para ser mais assertivo na hora da criação de um conteúdo que importa ao seu público, faça pesquisas como ele (campanhas de opinião são ótimas), pergunte nas redes sociais ou crie CTAs(Call to Action) no final de um artigo que você quer uma opinião do leitor.

Analise as métricas

Acesse as métricas geradas pelo Planejador de palavras-chave do Google, para saber as palavras-chave mais procuradas e o Google Trends, para saber quais são os assuntos do momento.

Desta forma você terá uma direção para a criação de um conteúdo que está mais alinhado com o que o seu público deseja. E este público engajado terá maior interesse em consumir seu conteúdo e comprar ou contratar seus produtos e serviços.

Como você viu, a definição de uma linha editorial definirá e irá criar um público engajado com seu conteúdo. Então, comece o quanto antes a definir a sua.

Se gostou deste conteúdo, comente abaixo o que achou.

E se quer que eu lhe ajude a criar sua linha editorial, clique no link abaixo para que eu saiba como lhe contatar.

Formulário de contato.

Fique bem e boas vendas.

Um abraço

Carlos Soto
Especialista em Vendas Online

Deixe uma resposta